novo blog

olá gente, eu fiz um novo blog (não gostei do blogger), vem conferir: https://viverempedacos.wordpress.com/

inspiração de look: Sophia Abrahão | Marcia

olá honeys, tudo bem com vocês? hoje eu trago os looks de Sophia Abrahão. eu conheci ela (e amo desde então), quando ela fez a Rebeldes Brasil (RBR). ela tem estilos muito diferentes, e quase todas elas (por que tem algumas que eu não consigo gostar – talvez um pouco) eu gosto.

Continuar lendo

Resenha do filme #2 – Terremoto (A Falha de San Andreas)

capa do filme

Ano de lançamento: 2015.

Idade: acima de 12 anos.

Nota: 10,0.

Duração: 1 hora e 54 minutos.

Título original: san adreas.

Um terremoto atinge a Califórnia e faz com que Ray (Dwayne Johnson), um bombeiro especializado em restates com helicópteros, tenha que percorrer o estado ao lado da ex-esposa (Carla Gugino) para resgatar a sua filha Blake (Alexandra Daddario), que tenha sobreviver em São Francisco com a ajuda de dois jovens irmãos.

O filme conta a história da Blake. Ela tem que viajar para são Francisco, com o pai dela, mas chega na hora o pai dela não pode ir por que tinha trabalho para fazer (ele trabalha como bombeiro ou com a policia – eu não lembro), então ela deve que ir com o namorado da sua mãe (o pai dela e a mãe dela são separados). No momento que a Blake está no trabalho do namorado da mãe dela, acontece o terremoto (em são Francisco), e por isso ela fica pressa no carro, e os dois jovens irmãos (Ollie e bem) a salvam. Os 3 (e mais a mãe e o pai da Blake) tem que se salvar do terremoto.

Minha opinião: eu amei o filme. Eu fui ao cinema ontem (21/06/15) com o meu pai e eu não sabia que filme ver e acabei vendo esse. O efeito é tão bom que eu sai tremendo de lá (sem exagero – ainda tive que tomar sorvete para me acalmar). E ainda a minha atriz preferida (Alexandra daddario – que é a Blake no filme) estava estrelando super bem.

então é isso. desculpe a resenha pequena, é que eu não tenho palavras para desprezar o quando é bom o filme. um Big Beijos e até a próxima.

resenha do filme #1 – a escolha perfeita

Olá gente, tudo bem com vocês? Para quem não sabe, lançou (ou vai lançar – estou desinformada) a escolha perfeita dois, e eu queria começar a assistir, mas claro que eu tive que assistir ao primeiro filme que foi lançado. Agora vamos para a resenha:

O The Barden Bellas é um grupo formado apenas por garotas, que apostam no visual perfeito e em sucessos pop para atrair o público da escola. Entretanto, após uma apresentação desastrosa na competição de fim de ano, suas integrantes decidem repensar o grupo. É quando surge o convite para que Beca (Anna Kendrick), uma DJ aspirante que não tem o menor interesse na vida colegial, integre a nova banda. De início Beca descarta completamente o convite, mas após conhecer Jesse (Skylar Astin), que integra uma banda formada apenas por garotos, ela resolve aceitar o convite e passa a ajudar as integrantes do The Barden Bellas a encontrar um novo visual.

Quando eu vi o filme (09/09/2015) eu me apaixonei completamente e tive que trazer essa resenha para vocês, mas vou lembrar-me de uma coisa: o filme é meio nojento (pelo fato de ter vômito).

O filme começa com a beca que tem o sonho de ser ma DJ famosa, mas o pai dela não aceita. Quando ela conversa com o pai, ele faz uma proposta, que é: ela tem que tentar fazer amigos, se ela conseguir fazer isso, o pai dela banca tudo para ela ser uma DJ.

No colégio existem grupos de músicas (cada um desses grupos tem um nome próprio), ela foi convidada para participar do grupo: the barden bellas, no começo ela recusa, até que ela conhece um menino chamado Jesse, ele é do grupo de música rival das the barden bellas, e por isso (e por tentar fazer amigos) ela aceita entrar no grupo.

Minha opinião: como eu falei no começo da postagem, eu simplesmente amei o filme, ele foi muito bom, mas o que eu fiquei um pouco decepcionada, é que ele falava muito sobre sexo (desculpe o termo), mas eles só falam, não aparece nada. E também é um pouco nojento, mas de resto ele é perfeito, e quando a líder das the barden bellas foi ficando mais forte ao longo do filme, foi perfeito.

1 ano de blog!!

oi gente, hoje eu estou muito feliz, porque o blog está completando 1 ano. eu não sei muito o que falar, mas, só sei que tenho que falar uma coisa, ou melhor agradecer primeiramente ao deus e jesus, porque sem eles nada disso tinha acontecido, e é claro aos leitores, que sigam, compartilham, comentam e até mesmo visitam, muito obrigado mesmo. o blog mudou a minha vida, foi 365 dias com vocês e eu vivo para vocês (sou muito exagerada), eu esculto, leio ou até mesmo vejo uma coisa, eu logo penso que tenho que postar tal coisa. vou falar o que o blog conseguiu até aqui:

seguidores: 80 seguidores via WordPress, e 1 seguidor via e-mail.

visitas: mais de 7.200 visualizações.

Facebook: 349 curtidas.

visitas mensais: mais de 800 visitas (já consegui mais de 1.400).

e por aí vai. eu queria fazer sorteio, mais por motivos pessoais, não vai dar.

então é isso, espero que tenham gostado. um beijo e até a próxima postagem.

Tag: Jantar Literário

olá pessoal, hoje eu vim responder uma Tag super legal. eu encontrei essa tag no blog: apenas uma garota. são algumas perguntinhas vem divertidas, que eu fiz prazer de responder:


1 – um personagem que pode/gosta de cozinha:

 Louisa Clark – como eu era antes de você. que eu me lembre ela cozinhava de vez em quanto, mas eu não sei se ela gosta de cozinhar (faz tanto tempo que eu li esse livro – li em 2014).


2 – um personagem com dinheiro para bancar a festa:

Sam Roxton – fiquei com seu número. eu amo esse personagem e eu acho que ele é bem rico.


3 – um personagem que pode causar uma cena:

octavian – os heróis do olimpo. eu não gosto desse personagem e ele brigou muito na série toda, que acabou ficando louco.


4 – um personagem que é super popular:

percy Jackson – percy Jackson e os olimpianos. não preciso dizer nada, né? ele foi um herói o livro todo, então por isso, ele não pode faltar.


5 – um personagem que é divertido/engraçado:

leo valdez – os heróis do olimpo. eu sei que estou repetindo série, mas ele não pode falar. o leo é: espontâneo, engraçado, divertido, lindo, bonito, perfeito e além de tudo isso, duvido uma pessoa não se apaixonar por ele (o percy também se encaixa em todos esses quesitos).


6 – um vilão:

os irmãos de cassel – gata branca (#1 mestre da maldição), só um que não é vilão, mas eu não lembro o nome (eu li em 2014).


7 – um casal (não precisa ser romântico):

percabeth (percy + annabeth) – percy jackson e os olimpianos. eu amo eles e eles são muito fofo junto.


8 – um herói ou uma heroína?

poppy – fiquei com seu número. quem não lembra o que ela fez no final do livro? mesmo ela não tento super poderes (ser uma simples mortal), ela fez muita coisa em um só dia.


9 – Um personagem SUBESTIMADO?

luke castellan – percy jackson e os olimpianos. todo mundo pensava que ele era uma coisa (até eu), e na verdade ele era outra coisa (isso aconteceu milhares de vezes).


10 – UM PERSONAGEM DE SUA ESCOLHA?

call – o desafio de ferro (#1 magisterium). ele é muito perfeito nesse livro, e o final, eu fiquei de boca aberta, porque eu não imaginei que era esse final.



era isso pessoal. espero que tenham gostado, um beijo e até a próxima postagem.

Tag – apocalipse zumbi

olá pessoas, eu vi essa Tag no blog: estante diagonal, quem criou foi: Ourives das Palavras. é algumas perguntas bem simples, que eu achei super divertida:


1. Um personagem para liderar o grupo: percy Jackson (percy Jackson e os olimpianos e os heróis do olimpo – sim ele fez participação de duas séries). ele é lindo, perfeito, sincero, pode dar a vida para defender os amigos. eu escolhi ele sem pensar duas vezes.


2. Um personagem com conhecimentos médicos: will solace (percy Jackson e os olimpianos e os heróis do olimpo), eu não consigo pensar em outra pessoa melhor do que ele. além dele ser filho de apolo (deus da música e da medicina), ele é simpático, teimoso (quem leu o sangue do olimpo – os heróis do olimpo – sabe o porque).


3. Um personagem inteligente: annabeth Chase (percy Jackson e os olimpianos e os heróis do olimpo). desculpe está repetindo séries, mas é inevitável. a annabeth é filha de Atena (deusa da sabedoria e estrategia em batalha). é lina, simpática, futura arquiteta, e sonha fazer alguma coisa que dure séculos.


4. Um personagem para morrer primeiro: drew ( série: magisterium). até que enfim eu sai da série do percy (porque eu não sei qual eu ia matar, porque são todos perfeitos – até os mais chatinhos). o drew é uma pessoa que não vai fazer diferença no livro, ele é uma pessoa chato, assustado, e posso contar uma coisa para vocês? a primeira fez que eu li o nome dele, pensei que ele era mulher (porque causa da série: os heróis do olimpo).


5. Um personagem badass: call (magisterium), para quem leu o desafio de ferro (primeiro volume da série: magisterium), sabe o porque. eu acho que no segundo livro ele vai colocar medo em qualquer pessoa (até mesmo para os dominados pelo caos), por causa do final do primeiro volume da série.


6. Um personagem duas caras: eu fiquei dividida em dois personagens que eram: drew e luke castellan (série: percy Jackson e os olimpianos)., mas como o drew já foi, vai ser o luke castellan. no primeiro livro o luke foi o bom e mal (quem leu sabe o porque).


7. Um personagem engraçado: leo valdez (série: os heróis do olimpo). o leo ou melhor: bad boy supremo. quem é o team leo aqui levanta a mão /. simplesmente ele é o personagem mais engraçado que eu já vi (além do percy é claro).


8. Um personagem medroso: Jason Grace (os heróis do olimpo). ele ficou do primeiro até o quarto livro, só desmaiando em várias coisas importantes (isso para mim é medo), só no ultimo livro que ele reagiu.


9. Um personagem criança: Aron (magisterium). ele vai crescer ao longo do tempo, mas até agora ele é uma criança. ele sofreu tanto na vida, e ele ainda é uma coisa super importante.


10. Um personagem qualquer: calipso (percy Jackson e os olimpianos e os heróis do olimpo). muita gente odeia ela, mas eu simplesmente amo ela, e eu não podia deixar o leo sem um par (sim, eu shippo: caleo).



gente é isso, espero que tenham gostado. e quem fez essa tag, deixa o link nos comentários que eu vou adorar ler.

essa postagem também está no blog: Biscoitos de livros.

resenha do livro #21 – o desafio de ferro


Nome da série: magisterium.

Qual é sequência do livro: 1º volume.

Autoras: Holly Black e Cassandra clare

Ano que foi lançado: 2014.

Minha nota: cinco estrelas e favorito.

O Desafio de Ferro – AMIGOS E INIMIGOS. PERIGO E MAGIA. MORTE E VIDA.


A maioria dos garotos faria qualquer coisa para passar no Desafio de Ferro. Callum Hunt não é um deles. Ele quer falhar.

Se for aprovado no Desafio de Ferro e admitido no Magisterium, ele tem certeza de que isso só irá lhe trazer coisas ruins. Assim, ele se esforça ao máximo para fazer o seu pior… mas falha em seu plano de falhar.

Agora, o Magisterium espera por ele, um lugar ao mesmo tempo incrível e sinistro, com laços sombrios que unem o passado de Call e um caminho tortuoso até o seu futuro.

Magisterium – O Desafio de Ferro nasceu da extraordinária imaginação das autoras best-seller Holly Black e Cassandra Clare. Um mergulho alucinante em um universo mágico e inexplorado.

A história desse livro começa, com o prolongo, que quando a gente termina de ler o prolongo, não entendemos nada (mas só começa a fazer sentido lá no final do livro).

Já no 1º capitulo a história trata um menino que se chama call, ele tem 12 anos. Ele é um menino solitário, ele só tem o pai (a mãe dele morreu quando ele ainda era um bebê), ele não tem nenhum amigo (só consegue amigos na escola de magia – que eu vou contar mais pela frente). O call tem um segredo, que nem ele mesmo sabe (só o pai dele), agente descobre só no final do livro.

O pai do call sempre falou para ele: nunca use magia, nunca passe no teste: o desafio de ferro e nunca confie num mago (o pai dele pode parecer maluco, mas ele tem um motivo muito bom para fazer isso com filho – que tem a ver com o segredo do call). O call tem uma perna quebrada (isso fica difícil de ele andar), ele já fez várias cirurgias e tem vários parafusos ligando cada osso na perna dele.

O call foi fazer o teste no desafio de ferro ( que no mundo deles, todo mundo com 12 anos tem que fazer o teste). O pai dele falou para fazer de tudo para não passar no teste, eu só posso resumir uma palavra como foi o teste, que é: catástrofe (por dois lados, primeiro: o teste dele foi muito ruim e segundo por que ele passou no teste – Ele não era para passar).

Ele foi para a escola de magia chamada: magisterium. Lá na escola tinha os dominados pelo caos, que eram controlados pelo: constatine (acho que se chama assim), essa pessoa é totalmente do mal.

Minha opinião: esse livro é muito bom, foi uns dos meus preferidos do ano de 2015. A Holly e a Cassandra, ta muita pista no livro, que no meio você já pensa que desvendou o mistério do livro, mas, chega o final do livro, você se surpreende totalmente no livro, e descobre que você não descobriu nada do livro. Eu aconselho ler esse livro num certo publico: num publico infantil, adolescente e os adultos (até os 20 anos).

Resenha do filme #3 – se eu ficar

Ano de lançamento: 2014.

Nome original:  If I Stay

Duração: 1h46min.

Nota: 9,0.

Mia Hall (Chlöe Grace Moretz) é uma prodigiosa musicista que vive a dúvida de ter que decidir entre a dedicação integral à carreira na famosa escola Julliard e aquele que tem tudo para ser o grande amor de sua vida, Adam (Jamie Blackley). Após sofrer um grave acidente de carro, a jovem perde a família e fica à beira da morte. Em coma, ela reflete sobre o passado e sobre o futuro que pode ter, caso sobreviva.

Eu já tinha lido esse livro, e gostei bastante, e quando li o livro me apaixonei mais ainda por essa história (filme e livro), eu estou louca pela continuação (para onde ela foi). A história é a mesma que a do livro (para quem não leu, eu indico para todo mundo), mas, claro que tem partes cortadas (eu não vou conseguir lembrar agora, que faz tempo que eu li o livro – final de 2014 – e o filme – começo de 2015). O filme (e o livro) se trata da mia, que é uma violoncelo. A mia namora o Adam. A mia foi para a vó e o vô dela, mas, estava nevando muito, e o pai dela (que estava dirigindo), não conseguiu ver um caminhão na frente do carro, e por isso aconteceu  um acidente. A mia foi levada direto para um hospital, mas, ela conseguia ouvir tudo, ver tudo, mas, não conseguia sentir nada, porque o espírito estava por fora do corpo. No meio disso tudo, ela decidi se vai viver, ou sair dessa para uma melhor (em outras palavras: morrer).

Minha opinião: eu amei o filme (mas não, mais que eu gostei do livro). Esse é um drama, jovem-adulto. A história de pega e de prende para você saber a final, mesmo já sabendo o que vai acontecer na final.

resenha do filme #2 – os guardiões da gualáxia

Nota: três estrelas.

Nome original: Guardians of the Galaxy (os guardiões da gualáxia).

Diretor:  James Gunn.

Peter Quill (Chris Pratt) foi abduzido da Terra quando ainda era criança. Adulto, fez carreira como saqueador e ganhou o nome de Senhor das Estrelas. Quando rouba uma esfera, na qual o poderoso vilão Ronan, da raça kree, está interessado, passa a ser procurado por vários caçadores de recompensas. Para escapar do perigo, Quill une forças com quatro personagens fora do sistema: Groot, uma árvore humanóide (Vin Diesel), a sombria e perigosa Gamora (Zoe Saldana), o guaxinim rápido no gatilho Rocket Racoon (Bradley Cooper) e o vingativo Drax, o Destruidor (Dave Bautista). Mas o Senhor das Estrelas descobre que a esfera roubada possui um poder capaz de mudar os rumos do universo, e logo o grupo deverá proteger o objeto para salvar o futuro da galáxia.

Peter Quill perdeu a mãe quando ainda era criança, e no mesmo dia foi Abduzido para um planeta diferente. Depois de alguns anos ele roubava e por isso ganhou um nome que depois virou famoso, que foi: o senhor das estrelas. Quando ele roubou uma esfera (que é muito poderosa), passa a ser procurados por caçadores (que não foi poucos caçadores) que querem a recompensa, que foi pedido pelo vilão ronan, da raça kree, que está interessado na esfera. Ele encontra 4 amigos, que são: groot, uma árvore humanóide, a sombria e perigosa gamora, o guaximim rápido no gatilho rocket racoon e o vingativo drax, o destruidor, juntos eles vão cuidar da esfera e salvar o planeta que está sendo protegido por essa esfera.

 

Minha opinião: para falar a verdade, eu não entendi nada do filme, mas eu sei que foi muito emocionante e que eu gostei (talvez um pouco). Os personagens são irônicos, mas, faltou alguma coisa para eu entender o filme. Por isso, a resenha ficou muito curta (eu achei).